Novos desafios no ensino de Geografia

Considerações sobre o texto:

Concepções teóricas e elementos da prática de ensino de geografia*

Cavalcanti inicia comentando que a última década foi marcada por inúmeras mudanças em praticamente todas as áreas: economia, comunicação, cultura, sociedade, etc. E, em meio a tudo isso, a educação se vê como refém destas mudanças, buscando formas de continuar cumprindo tarefas sociais relevantes.

Logografismos / Leonel Estrada. Foto: Luiz Perez. Disponível em:  Acesso em: 06 mar. 2013.

Logografismos / Leonel Estrada. Foto: Luiz Perez. Disponível em: http://www.flickr.com/photos/pe5pe/8294140519/   Acesso em: 06 mar. 2013.

A partir da década de 1970, surge amplo movimento de renovação no campo geográfico. Com isso, inúmeros caminhos se resultaram para a realização de análises críticas da fundamentação teórico – metodológica da ciência geográfica e seu processo de ensino. Cavalcanti trabalha em seu texto estas questões dividindo ele em duas partes. Na primeira parte ela traça uma síntese das principais contribuições para o ensino de Geografia. Na segunda, traz reflexões quanto ao papel do professor na viabilização de condições para a realização daquelas propostas.

Ao iniciar a primeira parte, Cavalcanti afirma que o ensino de geografia é regido por três componentes principais: os objetivos, os conteúdos e os métodos. Cada qual, no processo de aprendizagem e ensino simultaneamente articulados e interdependentes. Assim sendo, ele os trata separadamente:

  • Objetivos→ O objetivo da educação geográfica na escola consiste em levar as pessoas a uma consciência da espacialidade das coisas, ao conhecimento do espaço geográfico.
  • Conteúdos→   Os conteúdos são instrumentos e a escolha deles vai depender de sua utilidade para os alunos, tendo como objetivo de formar um raciocínio espacial.
  • Métodos→ Cavalcanti defende o uso de propostas pedagógicas sócioconstrutivistas, onde o ensino é visto como processo de construção de conhecimentos e o aluno como sujeito ativo nesse processo.

Essas premissas têm um valor bastante importante, já que propõe que a Geografia não seja uma disciplina cansativa e que não seja motivo de raiva por parte do aluno. O conhecimento tem que ter algum valor na vida do aluno. Muitas vezes se explicam conteúdos que fogem à realidade do aluno por não serem relacionados com a vivência, o dia-a-dia do discente. A inter-relação  da teoria com a prática torna o estudo mais dinâmico, interessante e quem sabe….divertido.

Na segunda parte de seu texto, Cavalcanti parte do pressuposto de que se o professor é mediador no processo de ensino, e, se a qualidade dessa mediação interfere no aprendizado do aluno com certeza o profissional tem tarefa importante a cumprir. A autora defende que a formação do professor seja consistente, contínua e que procure desenvolver uma relação dialética ensino-pesquisa, teoria-prática. Para isso é importante que o profissional tenha uma formação crítica e aberta à possibilidade de discussão sobre o papel da Geografia enquanto disciplina. O professor deve entender também que o ensino é um processo composto por objetivos, conteúdos e métodos e, estes componentes articulam-se numa proposta de ensino em ação. Segundo ela, muito investimento de pesquisa já foi feito para modificar as práticas de ensino, apesar disso muitas dificuldades em transformar efetivamente as práticas cotidianas.

Cavalcanti afirma que as lições da experiência dos professores de Geografia têm sido valorizadas enquanto elementos para a compreensão do ensino e de seus componentes. A partir de depoimentos de professores vêem-se barreiras, tais como: as dificuldades com certos conteúdos de Geografia, o trabalho com o material didático, especialmente o livro didático, as distintas concepções de Geografia, o distanciamento do conteúdo escolar com o cotidiano do aluno e a questão da memorização.

Ao fim, Cavalcanti defende que o ensino de Geografia melhorou, porém é necessário ainda muito investimento teórico e prático para tornar a Geografia uma disciplina que colabore para com a formação de cidadãos conscientes de seus direitos e deveres e, estejam preparados para lidar com problemas da vida cotidiana. Ela defende, no entanto que para esta tarefa, o professor deve estar preparado suficientemente com uma formação consistente, crítica e voltada para o desenvolvimento de sujeitos dotados de autonomia de pensamento e de ações. Somente assim será possível, de fato, a prática do ensino de Geografia.

Referência

* CAVALCANTI, Lana de Souza. Concepções teóricas e elementos da prática de ensino de geografia. In: CAVALCANTI, Lana de Souza. Geografia e Práticas de Ensino. Goiânia: Alternativa, 2002. P.11 à 27.

Sobre a autora: Atualmente Lana de Souza Cavalcanti é professora associada da Universidade Federal de Goiás. Tem experiência na área de Geografia e ensino, com ênfase em Geografia Urbana, atuando principalmente nos seguintes temas: ensino de geografia, formação de professor, lugar, geografia, cidade e espaço urbano.

Veja também

Educação Geográfica: A psicogenética e o conhecimento escolar*

Importância do estágio supervisionado na formação docente

Vendo vozes: uma viagem ao mundo dos surdos (Oliver Sacks)

A Questão da Indisciplina no Estágio Curricular Supervisionado

ARTE E GEOGRAFIA: Combinando elementos para o estudo da Paisagem

2 comentários sobre “Novos desafios no ensino de Geografia

  1. Recentemente li uma publicação sua sobre ensino de geografia e gostei muito.
    Preparei alguns textos para estudos de um concurso para professora de geografia e fiz algumas citações.
    Sou professora da rede estadual de ensino (Estado do Ceará) e tutora virtual da UFC (temporária) do curso pós-graduação em gestão escolar.
    Um abraço
    Ana Paula

    • Professora Ana Paula, peço desculpas pela demora na resposta de seu comentário, mas fico muito feliz de poder ter contribuído de alguma maneira com seus estudos. Desejo-lhe muito sucesso em sua carreira.
      Um abraço.
      Jonas Henrique.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s