Kant e sua Influência na Geografia*

Biografia de Kant

Immanuel Kant nasceu em Königsberg, Prússia oriental (atual Kaliningrado, Rússia) em 1724. Seu pai era artesão e sua mãe foi uma mulher admirada pela inteligência e caráter, ambos eram adeptos do ramo pietista da Igreja Luterana. Acredita-se que Kant foi o primeiro filósofo a introduzir a Geografia no currículo escolar e receber autorização para ministrá-la.

Ideias e propostas

Quanto às ideias e propostas levantadas por Kant, SANTOS (2009) realiza sua análise de suas ideias enfocando como preocupação principal dele a obtenção de um conhecimento objetivo do mundo, buscando ir além das amarras teóricas existentes até então buscando compreender as maneiras de se agir na realidade. Segundo Kant In: SANTOS (2009) todo conhecimento começa com a experiência, esta por sua vez despertaria o interesse em obter o conhecimento sobre determinado fato ou coisa. Dessa forma, Kant definiu dois tipos de conhecimento: o a posteriori ou empírico e outro a priori ou puro. O primeiro (a posteriori) decorre de dados fornecidos pela experiência sensível, já o conhecimento a priori independe de qualquer experiência sensível e definido como necessário e universal.

Kant defende a necessidade de se pensar nos fenômenos naturais como um todo, por meio de condições explicativas mais gerais. De acordo com SOUZA (2008) o ponto de vista crítico de Kant teve forte significação empírico – científica no conhecimento geográfico, sobretudo com o Neokantismo que dominou ao cenário acadêmico de 1870 até 1920. Os adeptos dessa corrente de pensamento procuram ir além do pensamento de Kant, procurando adaptar a mesma à realidade vigente.

Segundo SANTOS (2009), Kant entendia que a relação estabelecida entre sujeitos e objetos era mediada pela intuição, onde o sujeito entende o objeto a partir da elaboração de conceitos. Dessa forma o pensamento de Kant traz no sujeito a capacidade de conhecer os fenômenos a partir dos objetos regulados pelo sujeito. Kant acredita que as duas formas de sensibilidade são o espaço e o tempo, sendo o espaço relacionado à Geografia e o tempo relacionado ao conhecimento dos fatos históricos. Segundo COSTA & ROCHA (2010, p. 41)para Kant, “o espaço é uma representação necessária a priori, que serve de fundamento a todas as percepções exteriores, o local onde ocorrem os fenômenos.”

Segundo SANTOS (2009) ele atribui uma singular importância ao espaço ao afirmar que nada pode ser representado sem espaço e é por meio dele que se realiza a sistematização das coisas exteriores. Continuação: Desdobramentos das Propostas do Neokantismo na Ciência Geográfica…………..[Clique aqui]

REFERÊNCIAS

COSTA, Fábio Rodrigues da; ROCHA, Márcio Mendes. Geografia: Conceitos e Paradigmas – Apontamentos Preliminares. Revista GEOMAE, v. 1 n. 2. 2010. p. 25-56.

PAES, Marco de Souza. Liberdade e natureza: o problema da causalidade nas críticas de Kant e sua influência na geografia alemã neokantiana. Dissertação (Mestrado) – Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Instituto de Geografia. , 2008. P.158-180.

 SANTOS, Renan Gauthier Cardoso dos. Nota: O Espaço em Kant e suas Influências na Definição do Conceito de Região em Alfred Hettner e Richard Hartshorne. Estudos Geográficos, Rio Claro, 7(1): 183-190, 2009. Acesso em 30 jun. 2011.

* Para a realização desta síntese comparativa foram utilizados como base os textos de Renan Gauthier Cardoso dos Santos (O espaço em Kant e suas influências na definição do conceito de região em Alfred Hetter e Richard Hartshorne) e de parte da dissertação de mestrado de Marco de Souza Paes (parte referente ao Neokantismo). Os mesmos trabalham sobre a influência de Immanuel Kant nos trabalhos geográficos, sobretudo em Alfred Hetter e Richard Hartshorne e seus desdobramentos no contexto onde os respectivos autores vivenciaram.

2 comentários sobre “Kant e sua Influência na Geografia*

    • Brian, para Kant a Geografia tem duas características que a diferenciam de quaisquer outras ciências: 1 -é uma ciência que trabalha com a organização de todos os dados obtidos pelas outras ciências a respeito da Natureza (o Homem seria estudado a fundo pela Antropologia); 2- é uma ciência destinada a enumeração e descrição dos fenômenos que ocorrem no espaço. Resumindo: “Uma ciência síntese-descritiva do espaço”. Nesse sentido, o espaço (“todo fenômeno ocorre dentro de algum espaço, segundo Kant”) tem uma interpretação totalmente diferente de quaisquer outras ciências, pois ele( na Geografia) pode ser dividido em regiões, onde poderia ser estudado tanto de forma geral (Águas, Ar, Continentes…) como particular (homens, animais, plantas,…). Kant defendia também a separação entre a Geografia Física e a Humana (cultura, religiões…), porém ambas estudadas sem considerar o fator tempo (Segundo ele, isso era função da História). Espero poder ter ajudado. Obrigado pela visita e comentário!
      Recomendo a leitura de duas obras muito interessantes sobre o assunto: Geografia Ciência da Sociedade de Manuel Correa de Andrade e Geografia: Pequena História crítica de Antonio Carlos Robert Moraes (esse último inclusive, se pesquisar na internet, talvez possa encontrar alguma versão digitalizada em .pdf).

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s