O que são parques urbanos?

É consenso entre pesquisadores a confusão na definição e diferenciação dos conceitos de jardins, praças, parques e demais áreas verdes devido as suas origens e seu desenvolvimento no decurso histórico que foi redefinindo suas funções e usos de acordo com as mudanças no cenário urbano. Independentemente das contradições conceituais, os autores que conceituam parques urbanos apontam a diversidade de benefícios proporcionada pela presença e uso desses redutos naturais.

Praça Bento Munhoz da Rocha, também conhecida como “Praça do Fórum”/ Campo Mourão-PR

Parque Municipal Joaquim Teodoro de Oliveira/ Campo Mourão-PR

Afinal, o que são parques urbanos?

Para (KLIASS, 1993, p. 19) “os parques urbanos são espaços públicos com dimensões significativas e predominância de elementos naturais, principalmente cobertura vegetal, destinado à recreação”. De acordo com a autora o acelerado crescimento da urbanização, a artificialidade do meio urbano, os impactos ambientais tem influenciado na vida urbana. Desta forma surge à necessidade de criar espaços livres no interior das cidades.

Para Lima (1994, p.15) parque urbano “é uma área verde, com função ecológica, estética e de lazer, entretanto com uma extensão maior que as praças e jardins públicos”. Para o autor os espaços livres desempenham funções importantes em uma cidade, como, a estética, a social e a ecológica. Destacam-se nesse contexto, as contribuições ecológicas, pois à medida que os elementos naturais compõem esses espaços minimizam os impactos decorrentes da urbanização e da industrialização. É neste contexto que Bovo e Amorim (2009) destacam que a vegetação exerce uma influência positiva para a melhoria do clima urbano, na purificação e refrigeração do ar, no abrigo a fauna e favorece o reconhecimento de novos habitats para a maior variedade de espécies animais, na manutenção das propriedades de permeabilidade, fertilidade do solo, no amortecimento de ruídos etc.

Quanto à função estética, esta visa à integração entre os espaços construídos e os destinados à circulação, assim como a diversificação dos elementos que compõem a paisagem urbana. Já a social, refere-se à oferta de espaços para lazer da população. É neste sentido, que os espaços livres de uso público merecem especial atenção sendo que possibilitam a garantia do uso e conservação dessas áreas livres como um dever público e da coletividade.

Já os pesquisadores Macedo e Sakata (2003, p. 14), destacam que os parques urbanos são “todo espaço de uso público destinado à recreação de massa, qualquer que seja o seu tipo, capaz de incorporar intenções de conservação e cuja estrutura morfológica e auto-suficiente, isto é, não é diretamente influenciada em sua configuração por nenhuma estrutura construída em seu entorno”.  Neste caso, além dos tipos de uso, funções e morfologia deve-se incluir a obrigatoriedade da presença da vegetação arbórea, pois a massa vegetal e seus efeitos positivos no ambiente urbano é que fazem à diferença do parque em relação a outras áreas verdes.

REFERÊNCIAS

BOVO, Marcos C; AMORIM Margarete C. C. T.Efeitos Positivos Gerados Pelos Parques Urbanos: Um Estudo de Caso Entre o Parque do Ingá e o Parque Florestal das Palmeiras no Município de Maringá/PR. In. XIII Simpósio Brasileiro de Geografia Física Aplicada. Universidade Federal de Viçosa. Viçosa, 2009.

KLIASS, Rosa Grená. Os Parques Urbanos de São Paulo. Pini, 1993.

LIMA, A. M.L.P. Problemas na utilização na conceituação de termos como espaços livres, áreas verdes e correlatos. In: Congresso Brasileiro de Arborização Urbana. Anais. São Luís: EMATER/MA, 1994. p. 539 . 553.

MACEDO, S. S & SAKATA F.G. Parques Urbanos no Brasil. São Paulo. Edusp. 2003.


E para você, o que são parques urbanos? O que caracteriza um parque urbano? Como são os parques em sua cidade?

LEIA TAMBÉM

Esculturas naturais: O Parque Estadual Vila Velha
Turismo – Conheça a Comunidade Gavião – Mamborê  
Parque Ecológico Olivo Fortunato Gaspareli no município de Boa Esperança (PR)
Turismo: Paranaguá – Roteiros históricos
Ilha do Mel e litoral paranaense
Turismo: A Catedral de Maringá – PR
10 Bons e-books com temas geográficos

2 comentários sobre “O que são parques urbanos?

  1. Pingback: (Re) pensar as cidades « Geografia

  2. Republicou isso em ivanmaglioe comentado:
    Muito barulho por quase nada vereador José Police Neto! A escolha correta de uma verdadeira política pública de requalificação dos espaços da cidades é a definição entre um parque suspenso e ou sua demolição para contrução de um boulevard com um parque urbano. O fechamento da via para o lazer ser chamado de “parque” é uma ação falaciosa e pouco eficaz! As decisões esperadas são muito mais profundas, mas se ficam todos felizes assim, como n afoto, com uma via dominical o que se ha de fazer…….Isso é uso do espaço público que é ótimo, mas mão é um “parque” , apenas uma área de lazer dominical para uma cidade muito carente de espaços públicos. Mas o domínio é dos carros. Você já viu o high line ny? Aquilo é um parque de lazer e contemplação. Enquanto isso o prefeito só enrola em relação ao Parque Augusta, Parque dos Búfalos Panamby – Expansão do Burle Marx, etc. Enquanto o Rio avança com a demolição do elevado e está ficando lindo, ficamos aqui com essa encenação!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s